Av. Paulista, 91 – Cj.706, Bela Vista, São Paulo - SP  |   (11) 3141-0669 | (11) 9 3250-0669 | (11) 97393-3205  |   secretaria@cec.med.br
Fisioterapia

A fisioterapia é uma importante ferramenta de tratamento para quem sofre com dor. O fisioterapeuta deve ser treinado para cumprir as ordens de seu médico, alongando, fortalecendo e executando seu trabalho de maneira segura e eficaz. É importante que a fisioterapia seja acoplada à educação e informação, de modo que os pacientes possam ser capazes de cuidar de sua própria recuperação.

Os fisioterapeutas são treinados para dar instruções sobre postura, para educar os pacientes sobre aspectos da anatomia básica e da fisiologia, e para instruir os pacientes em relação à mecânica corporal, alongamento, fortalecimento e exercícios de condicionamento. O fisioterapeuta trabalha também com o médico para determinar se outros tipos de tratamentos, incluindo ultra-som, calor, diatermia, estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS), estimulação elétrica, hidroterapia, massagem ou manipulação da coluna vertebral podem ser indicados.

O que você deve esperar de uma visita ao fisioterapeuta?

O fisioterapeuta irá fazer uma avaliação e determinar se existem limitações comuns ou fraqueza muscular, bem como identificar a distribuição da dor nas costas. Terapias de calor e de massagem, assim como ultra-som, podem ser utilizados para aliviar a dor nas costas. No passado, esses tipos de tratamentos foram muito utilizados como base do tratamento, o que exigia pouco do paciente, e acalmava a dor. Infelizmente, o alívio da dor alcançado com essas modalidades de tratamento é, muitas vezes, apenas temporário.

Mais recentemente, fisioterapeutas vêm exigindo a atividade física de seus pacientes, o que pode causar alguma dor menor ou desconforto no início do tratamento, mas tem efeitos terapêuticos mais duradouros, já que o reforço das costas irá aliviar a dor em longo prazo. Fisioterapeutas que tratam seus pacientes com movimento, exercício, fortalecimento e condicionamento, incentivando o aumento gradual da atividade, são geralmente os mais bem sucedidos na resposta terapêutica.