Av. Paulista, 91 – Cj.706, Bela Vista, São Paulo - SP  |   (11) 3141-0669 | (11) 9 3250-0669 | (11) 97393-3205  |   secretaria@cec.med.br
Prótese de disco cervical   

A cirurgia de substituição do disco, ou artroplastia cervical, é um procedimento que envolve a inserção de um disco artificial entre as vértebras para substituir um disco natural da coluna, depois do mesmo ter sido removido. 

Esta prótese é projetada para manter o movimento no segmento vertebral tratado, permitindo a flexão, extensão, flexão lateral e rotação.  

Por que eu preciso este procedimento?

Os discos intervertebrais da coluna cervical, são muito importantes para a mobilidade normal da função e do seu pescoço. Quando saudáveis, eles agem como “almofadas” para os ossos da coluna vertebral, ou vértebras. Cada disco é constituído por duas partes:

  • Núcleo pulposo – centro do disco, semelhante a um gel.
  • Anel fibroso – anel externo resistente, que envolve e suporta o núcleo pulposo.

 
Com o tempo, os discos podem ficar desidratados, secos, comprimido os nervos ou causando outros danos. Isso ocorre devido à idade, à genética e em casos específicos à uma sobrecarga mecânica. Quando isso acontece, o núcleo pulposo pode empurrar o anel fibroso. A degeneração do disco também pode resultar em osteófitos, também chamados de “bicos de papagaio”. 

Se o material do disco ou osso empurra para dentro ou colide com uma raiz nervosa nas proximidades e / ou a medula espinhal, esta condição pode resultar em dor, dormência, fraqueza, espasmos musculares e perda de coordenação, tanto no local do dano e em outras partes do corpo , já que a maioria dos nervos viajam pela coluna para alcançarem as diversas partes do corpo (por exemplo, braços, tórax, abdome e pernas). Sintomas semelhantes, no entanto, pode ocorrer repentinamente se o núcleo do disco se desaloja de forma aguda e provoca a compressão da raiz do nervo, uma condição referida como uma hérnia de disco.

Quando as terapias não-cirúrgicas não fornecem alívio de seus sintomas, o médico pode recomendar a cirurgia da coluna. O objectivo da cirurgia de disco artificial cervical é para remover a totalidade ou parte de um disco danificado cervical (discectomia), aliviar a pressão sobre os nervos e/ou da medula espinal (descompressão) e restabelecer a estabilidade da coluna vertebral e o alinhamento depois de o disco ter sido removido.

A fusão espinhal com uma placa cervical anterior, atualmente, é uma boa opção cirúrgica para muitos pacientes, deixando a maior desses capaz de retornar às suas atividades normais dentro de um curto período de tempo sem sintomas. Usando enxertos ósseos e instrumentação, tais como placas e parafusos de metal, este procedimento de artrodese permitem a fusão entre duas ou mais vértebras cervicais adjacentes, levando à estabilização do segmento e proporcionando alívio dos sintomas.

A cirurgia de substituição do disco, também chamado de artroplastia vertebral ou apenas substituição de disco, é outra opção de tratamento potencial para pacientes com esta condição.

A cirurgia de prótese cervical pode ser uma opção de tratamento adequado para você se:

  • Você foi diagnosticado com radiculopatia cervical, mielopatia ou ambos com a presença de hérnia de disco e / ou osteófitos. 
  • Seus sintomas não melhoram após as medidas de tratamento conservador, como os exercícios, analgésicos, fisioterapia e / ou tratamento quiroprático. 
  • Você necessita de tratamento em apenas um nível cervical. 
  • Você tem pelo menos 18 anos de idade, com a maturidade esquelética. 
  • Não estiver grávida ou amamentando, no momento da cirurgia. 


Para determinar se a cirurgia de substituição do disco é o tratamento certo para você, o seu médico irá realizar um exame físico e outros testes de diagnóstico, como um raio-X da coluna vertebral; ressonância magnética (MRI), tomografia computadorizada (TC), mielograma e / ou uma varredura do osso (Cintilografia ou PETScan).

É importante que você discuta os possíveis riscos, complicações e benefícios da cirurgia do disco artificial com o seu médico antes de receber tratamento, e que conte com o julgamento de seu médico. Apenas o seu médico pode determinar se você é um candidato adequado para este tratamento.

Como é a cirurgia de prótese de disco cervical?

Através de uma pequena incisão feita perto da frente do pescoço (uma abordagem cirúrgica chamada de abordagem anterior) o cirurgião:

  • Com cuidado, puxa de lado os tecidos moles – pele, gordura e músculo -, bem como a traquéia, para acessar a coluna cervical 
  • Expõe a área em que os fragmentos de disco e / ou osteófitos pressionam contra as estruturas neurais (raízes dos nervos e / ou da medula espinal); 
  • Retire o disco e material ósseo ao redor das estruturas neurais para dar-lhes mais espaço (discectomia e descompressão); 
  • Insere e fixa o disco artificial dentro do espaço intervertebral, utilizando instrumentos especializados; 
  • Alivia os tecidos moles do pescoço e outras estruturas de volta no lugar; e 
  • Fecha a incisão. 

Saber o que esperar durante o procedimento pode ajudá-lo a enfrentar a cirurgia com confiança. Seu médico pode lhe dar mais detalhes sobre o procedimento específico para sua condição.

Quanto tempo vai demorar eu me recuperar?

Seu cirurgião terá um plano de recuperação pós-operatória específica para ajudá-lo a voltar ao seu nível de atividade normal assim que possível. A duração da estadia no hospital dependerá do seu tratamento e condição física. Você normalmente irá ser levantando e andando até o final do primeiro dia após a cirurgia. Seu retorno ao trabalho vai depender de quão bem o seu corpo está se curando e do tipo de trabalho / atividade que você pretende voltar.

Trabalhar em estreita colaboração com o seu cirurgião de coluna para determinar o protocolo de recuperação adequado para você, e seguir suas instruções exatamente para otimizar seu processo de cura.

Existem riscos potenciais ou complicações?

Como acontece com qualquer cirurgia da coluna, o tratamento cirúrgico com a prótese de disco cervical não é isenta de riscos. Podem ocorrer uma variedade de complicações, quer isoladamente ou em combinação.

Os riscos potenciais associados a qualquer cirurgia incluem complicações de anestesia, coágulos de sangue, reações alérgicas e efeitos adversos devido a problemas de saúde não diagnosticados, tais como doença cardíaca silenciosa. As possíveis complicações associadas à cirurgia da coluna do disco cervical podem incluir:

  • Reação alérgica ao material de implante 
  • Infecções locais ou sistêmicas 
  • Dor persistente no pescoço e/ou no braço
  • dificuldade em engolir  (disfagia)
  • Alterações no tom e altura da voz (neuropatia do nervo laríngeo recorrente) 
  • Lesão da medula espinhal, podendo causar fraqueza muscular 
  • Dormência ou formigamento nas extremidades 
  • Lesão na membrana protetora (dura) que recobre a medula espinhal 
  • Desenvolvimento ou a progressão da doença em outros níveis da coluna cervical 
  • Sangramento ou coleção de sangue coagulado (hematoma) 
  • inchaço dos tecidos 
  • Reações à anestesia 

Por favor, consulte o seu médico para obter mais informações e uma explicação sobre esses riscos.

Antes do tratamento, por favor, discutir os riscos associados com a cirurgia de disco artificial cervical completamente com o seu médico.